contato@ivonelima.com.br

Paulo Afonso-BA, 16 de janeiro de 2021

 “Não desejo a ninguém essa situação”, diz avó de criança internada no Hospital Nair

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter
aa-1

PAULO AFONSO- A impressão que se tem é que a sociedade pauloafonsina está anestesiada, e por isso, não se deu conta ainda, da grave, gravíssima situação do Hospital Nair Alves de Souza. Talvez só venha sentir mesmo quando precisar de socorro médico.

A prefeitura está à frente da gestão plena do Nair, há exatos 8 dias e logicamente não tem como resolver tudo num passe de mágica. Já herdou um monstrengo da Chesf.

Só resta ao poder público, a máxima transparência possível do real estado em que se encontra o Hospital. Porque se não o fizer, a realidade acaba revelando da pior forma possível.

Desde ontem, uma família sofre apuros no acompanhamento de uma criança que precisou fazer uma cirurgia de apendicite.

Para se medir a situação, de acordo com familiares, o menino ficou numa cama sem lençol. Após a cirurgia, não tinha o remédio indicado para a criança tomar. A mãe do garoto precisou comprá-lo.

Na manhã de hoje, sexta 08, a mãe teve que tirar a criança para fazer exames que saíram por 1.100 reais.

“Olha, não desejo a ninguém essa situação, hoje gastamos 1.100 reais com exames. É uma vergonha!, é revoltante!, resumindo: só teve agilidade nos exames porque falamos que poderia passar que pagaríamos, quer dizer, se fosse esperar pelo Hospital Deus sabe quando faríamos”, desabafou a avó da criança, cuja identidade manteremos em sigilo.

 A prefeitura

Todo o caso foi passado à Ascom da prefeitura, e nos chegou a seguinte resposta:

“De acordo com a coordenadora do HNAS, não houve registro de falta de lençol. A crianca fez uma ultrassom e agora aguarda uma tomografia”.

 

 

 

Foto/Google.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *