contato@ivonelima.com.br

Paulo Afonso-BA, 26 de maio de 2022

Mário Galinho refuta, em nota, que fará qualquer aliança com os “deuses”

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
1b0c48e8-c267-46d6-a07b-8d154b385614

PAULO AFONSO –  Mais cedo, o vereador Mário Galinho (SD) negou num textão comedido e diplomático, que tenha havido de sua parte qualquer intensão em firmar um acordo com o grupo liderado [em tese pelo menos] pelo prefeito Luiz de Deus (PSD).

Galinho emitiu a nota, porque  Paulo de Deus, o homem mais poderoso do governo, no momento, entregou em entrevista à RBN que estivera com o parlamentar para conversar sobre política.

Daí em diante, como propício do tempo, especulou-se de tudo um pouco. O vereador achou por bem pôr os pingos dos is.

Nota oficial do vereador Mário Galinho:

Caros amigos e amigas de Paulo Afonso,
Como pessoa pública e servidor de todos vocês, sinto-me na obrigação de me pronunciar acerca da repercussão de um momento em que conversei com o ex-prefeito, Sr. Paulo de Deus, pessoa que conheci há alguns anos e por um longo período não o via. De forma direta, informo: sim, recebi um chamado de sua parte e atendi ao pedido, pois creio que conversar é parte fundamental da vida pública e principalmente enquanto vereador tenho a obrigação de receber ou atender a todos, sem distinção. Converso todos os dias com muita gente, nas ruas, nas instituições, escritórios, líderes, liderados, atendo a todos com muito prazer, pois amo o que faço e não seria diferente, mesmo se tratando de uma pessoa que só aparece aqui de “4 em 4 anos”. No entanto, não posso permitir que tentem me associar a uma gestão da qual não faço parte, pelo contrário, como todos sabem, sou oposicionista, não por simples escolha política, mas por convicção. Tenho denunciado inúmeras irregularidades da gestão atual, acredito que o prefeito seja o responsável pela administração municipal e não seus parentes, tenho apresentado proposituras como solução, apontado caminhos, mas o que vejo é a dolorosa inércia e nenhum planejamento estratégico ou qualquer aproximação do povo com a coisa pública, ou seja, divergimos largamente sobre o assunto gestão. 

“Mas o que você foi tratar nessa conversa, Galinho? Algum acordo político?” Alguém me perguntou. Na verdade, eu não sabia até ouvir o assunto, que nada foi além de: diálogo sobre o atual cenário político de nossa cidade e saber se eu serei candidato a prefeito em 2020. Tenham certeza, meus queridos amigos e amigas, que qualquer novidade ou decisão de minha parte será sempre em favor do povo, sendo vocês os primeiros a saberem, afinal, eu sou funcionário de vocês e sempre que tiverem dúvidas, prestar contas é minha obrigação!

Ah, só para não deixar subtendido: Nada de acordo ou apoio político, nenhuma proposta ou possibilidade nesse sentido (nem de uma parte, nem de outra) e para todos aqueles que me acompanham e acreditam em mim, eu os tranquilizo: não houve e nem haverá conversa nesse sentido, prego RENOVAÇÃO e é por isso que luto e apanho todos os dias. 

Deus abençoe a nossa cidade. Dias melhores virão!

 

Painel com assessoria parlamentar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.