contato@ivonelima.com.br

Paulo Afonso-BA, 21 de maio de 2022

“Tem político que vai com uma cesta básica fuleira e enrola o eleitor” detona Zé Carlos sobre votação da Embasa

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
DSCF2404

PAULO AFONSO – Nas graças do povo do BTN, após ter escolhido se posicionar contra a renovação do convênio da Embasa [na condição em que chegou à Câmara], o vereador José Carlos Coelho (PRB), soltou o verbo na tribuna da Casa, nesta manhã e defendeu um advogado da Câmara, que teria sido humilhado por vereadores semana passada.

Zé Carlos não citou o nome dos envolvidos, disse o seguinte: “Tá acontecendo um certo nervosismo aí, inclusive, o nosso advogado aqui da oposição [Jerônimo] quiseram humilhar em algum lugar, mas eu disse a ele “você é um grande advogado e o BTN está orgulhoso de você, terá um grande futuro.”

“O povo não é mais besta”

Sobre a repercussão da aprovação da Embasa, na base do eleitorado dos nove vereadores que se posicionaram a favor da dita-cuja, Zé Carlos advertiu: “O povo não é mais besta”, segue a artilharia do vereador do BTN:

“Lá na frente as pessoas vão dá o outro, quem estiver errado será punido, por exemplo: eu votei contra, então se eu estiver equivocado serei punido; a mesma coisa quem votou da outra forma, então não vejo o porquê de vereadores estarem brigando pelo desempenho de A ou B aqui dentro, trabalhem!”

As redes sociais serão a redenção do povo

“Com as redes sociais ninguém mais será enrolado; acontece daqueles que são pegados pelos estômago, em alguns lugares há pessoas que precisam de um quilo de feijão para colocar no fogo e chega um político [me desculpe a expressão] com um cesta básica fuleira, de 40 reais e enrola aquele coitado, isso é muito feio”, detonou Zé.

“Quem está comigo tem tudo? ”

Zé lembrou ainda a clássica frase atribuída ao prefeito Luiz de Deus (PSD), e disse que vereadores “não venham se apossar dos pedidos dos outros” porque estão do lado do tem tudo “aqui tanto faz ser oposição como situação, todos têm que ser respeitados”, o vereador se referia a uma quadra nos fundos da escola Rivadalva, cuja obra foi atribuída à reivindicação de outro colega.

“Estou aqui com o pedido desde 2013, repeti em 2016, 2017 e 2017, então não é porque tem vereador que agora está se dando bem no governo que vai fazer isso, porque eu vou desmascarar.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.