contato@ivonelima.com.br

Paulo Afonso-BA, 20 de maio de 2022

BTN: Cruzeiro e Mutirão jogam mal, vencem e vão decidir a final; campeonato atrai bom público

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
aba12198-cfa7-43ad-b319-1d52a42354f1

O Mutirão, no bairro Três Lagos, recebeu neste domingo 31, o maior público do campeonato do BTN 2019. A torcida veio acompanhar o mata-mata, dos dois jogos: Criciúma x Cruzeiro, às 14h, e União Madri x Mutirão às 16 horas.

O primeiro classificado foi o Cruzeiro, num jogo em que atuou muito mal. Todo primeiro tempo jogou recuado levando pressão e com grande atuação do goleiro, que pegou quatro bolas inacreditáveis, e vale dizer: machucado.

Criciúma jogou bem, mas foi desclassificado.

O cruzeiro foi ajustado e no segundo tempo conseguiu equilibrar a partida levando perigo à defesa do Criciúma. Num segundo tempo abaixo do rendimento habitual, o jogo foi decidido nos pênaltis. Veja a classificação do Cruzeiro, no vídeo abaixo:

2º jogo deu Mutirão sobre o bom time do União de Madri

Toque de bola, jogo envolvente, articulação e dribles, tudo isso apresentou o União de Madri contra o Mutirão, que só pecava na falta de objetividade do time. Por isso, embora tenha dominado a partida, não conseguiu uma única finalização e foi tentar tudo ou nada nas cobranças de pênaltis.

Goleiro Zé Antônio levou seis pontos. Foi para o hospital em carro particular.

Nas cobranças de pênaltis deu Mutirão, porque o goleirão não deixou passar nem mosca. Saiu do campo nos braços da galera. Pegou demais!

Veja o lance: 

O público chegou junto

Apesar de a prefeitura ter prejudicado muito a curtição do jogo, com uma locução insuportável, o publicou prestigiou muito as semifinais do campeonato do BTN e tem gente na vizinhança que já lamenta o término. “É uma pena que domingo acaba, porque foi muito bom aqui para nós, vivemos num lugar bem parado que não acontece nada”, me disse uma torcedora.

No próximo domingo 07, acontece a grande final entre Cruzeiro e Mutirão.

Time do Cruzeiro reza antes de enfrentar o Criciúma.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.