contato@ivonelima.com.br

Paulo Afonso-BA, 19 de maio de 2022

Dimas Roque: “Quem estudou deveria saber interpretar um texto”, diz sobre polêmica com a prefeitura de PA

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
page

PAULO AFONSO – Bastou Dimas Roque fazer um questionamento sobre a quantia de 22 milhões de reais empregadas em contratos recentes pela gestão de Luiz de Deus (PSD), que uma tropa se pôs a fazer ilações sobre a conduta do rapaz com duas finalidades: desgastá-lo junto à sua audiência e assim puxar o saco do governo – tem gente, repórter de aluguel que toma café da manhã com o prefeito-, e por outra, tentar confundir o público dizendo que se trata de questões eleitoreiras.

Se Dimas é pré-candidato a vereador, é um direito dele. Isto não o proíbe de fazer questionamentos que o restante da imprensa, não fosse a cooptação, seria obrigada a fazer.

Dimas disse o seguinte: 

Polêmico, o empréstimo foi aprovado por voto de minerva do presidente da casa, Pedro Macário.

Poucos dias após a aprovação, o município realizou um aditivo ao contrato com a empresa de asfalto no valor de R$ 10 milhões de reais. Agora, menos de dois meses depois, a prefeitura celebra mais um contrato de 12, 4 milhões de reais com e empresa Gard Terceirizadas de Serviços.

Não há nada de ilegal nisto. Ao menos é o que se percebe, já que houve licitação pública. Mas o que chama a atenção é que o prefeito está gastando mais de R$ 22 milhões de reais só com duas empresas, e ninguém sabe, ainda, se esse dinheiro é do valor do empréstimo ou de recursos próprios.

Na manhã deste sábado 26, a RBN reprisou nota da prefeitura e uma entrevista do procurador do município, Igor Montalvão, sobre os questionamentos de Dimas:

“Realmente a gente verificando a matéria há uma deturpação da realidade, certo. Aí fica claro que a imprensa quando se comporta dessa forma tenta ludibriar, confundir o cidadão certo?, é evidente que houve a aprovação da autorização para contrair empréstimo, mas ele ainda não foi assinado com a Caixa Econômica Federal, e se não foi assinado qualquer contrato, por óbvio esse dinheiro ainda não entrou e não teria como o município estar usando esse dinheiro.”

Adiante, Igor explicou que a fonte dos recursos para os contratos [Gard e asfalto] é a fonte 90. “Se verificarem vão perceber que se trata de recursos próprios, e não de recurso de empréstimo.”

Igor foi perguntado se tal matéria não “tem como objetivo tirar dividendos políticos de certas situações?” e concluiu que sim: “A partir de uma divulgação dessa, de uma pretensa candidatura e se utilizando de informações sem checar a fonte para ludibriar a sociedade, fica evidente que está agindo para se beneficiar politicamente em detrimento da atual gestão.”

O Painel ouviu Dimas sobre a querela, e ele não poderia ter sido mais tranquilo: “O que está faltando no pessoal de comunicação do município é interpretação de texto. Eu não falei que eles estavam usando 10 milhões dos 80 que foi tomado de empréstimo, basta saber ler. Qualquer pessoa vai perceber – se estudou- saberá que eu não falei sobre isso, mas  é equivalente a mais de 10% do empréstimo que eles pediram. Até porque se tem tanto dinheiro para se gastar, mas de 12 milhões com uma empresa de lixo, e 10 com uma de asfalto é porque tem muito dinheiro em caixa e não precisaria fazer empréstimo de 80 milhões.”

O lamentável de tudo isso, não é a divergência de opiniões que, aliás, é fundamental, mas o comportamento de gente que toma a profissão de repórter emprestado para investir [bem nutridos com o dinheiro público] contra colegas, mirando o próprio estômago.

 

Aviso: não me refiro a Fábio Salvador, está fazendo o trabalho dele, inclusive, admito, faz bem. 

 

Foto de capa: Facebook, e google imagem.

Um comentário

  • CONCORDO COM DIMAS, MAS FICA AQUI UMA DÚVIDA, SERÁ QUE O IGOR MONTALVÃO SABE QUE ELE TAMBÉM TÁ NA LISTA DOS QUE VÃO CAIR FORA (EXONERADO) DA PREFEITURA DAQUI PRA DEZEMBRO ? OU SEJA, PARA A TURMA DO PREFEITO LUIZ DE DEUS ELE É MAIS UM DA TURMA DE ANILTON BASTOS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.