contato@ivonelima.com.br

Paulo Afonso-BA, 19 de maio de 2022

Marconi Daniel rebate Jean: “Eu vejo pedir recurso aqui para obras paradas e não para as novas”

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
page

PAULO AFONSO – Nesta 2ª feira 02, o vereador Jean Roubert (PTB) tentou equalizar o empréstimo pedido pelo prefeito Luz de Deus (PSD), aprovado pela Câmara Municipal, de até 80 milhões de reais a serem tomados na Caixa Econômica Federal, ao empréstimo que foi aprovado pelas comissões da Assembleia baiana, em que autoriza Rui Costa a fazê-lo junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento [BID] no valor de 40 milhões de dólares.

Marconi Daniel (PSH) o rebateu, assegurando que em Salvador o Projeto de Lei nº 23.422/19 obedeceu todos os trâmites. “O que a gente queria era no mínimo ter o direito de discutir com as comissões, nenhum vereador aqui venha me dizer que tem o conhecimento, e a gente não deve chamar o povo de analfabeto, eu não permito de forma alguma que o povo seja chamado de Analfabeto.”

Jean pede aparte

Jean o aparteou e explicou que o analfabetismo do povo não tinha a ver com o empréstimo: “O plenário foi soberano e dispensou as formalidades… Eu não citei “analfabeto” sobre a questão do empréstimo, mas no que tange à Embasa. Porque o deputado [Mário Júnior] elogiou Rui Costa que destinou para cá 75 milhões de reais, aí me antecipei que alguém poderia falar sobra a taxa.”

Daniel aproveitou a deixa de Jean, que o chamou de “intransigente” para lembrar ao nobre colega que ele fez campanha contra a taxa de esgoto no passado. “Mas no passado foi promoção política.”

Daniel também criticou a verba suplementar de 15 milhões de reais pedida pelo prefeito, no Projeto de Lei lido hoje para votação na próxima quarta-feira 11.

“Eu achei que fosse para uma obra nova, mas é um reforço de dotação orçamentária para as obras que estão paradas.”

O vereador disse sem ter dúvidas que, o empréstimo de 80 milhões não tem como destino nenhuma obra nova e ainda perguntou por que a gestão não queima a pólvora que tem:

“Na verdade vão pegar o dinheiro da Caixa para dar andamento a essas obras que estão aí paradas. Então eu devo perguntar: onde está a receita municipal em torno de 32 milhões de reais mensais? Onde está esse dinheiro, esse recurso mensal?”

Daniel ainda acusou a gestão de perseguir os ex-secretários Wilson Pereira e Ana Clara. “Com eles não tinha recurso não tinha nada, tudo preso, aí agora vão colocar 500 mil reais, então os 15 milhões são para isso?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.