contato@ivonelima.com.br

Paulo Afonso-BA, 26 de maio de 2022

Marconi Daniel diz que já tem cidadão se endividando para comprar remédios “Porque a prefeitura deve aos fornecedores”

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
marconi

PAULO AFONSO- Para além das questões do Hospital Nair Alves de Souza, e, de forma mais ampla, da Saúde, a falta de medicação para o controle de doenças psíquicas à pressão arterial é hoje a maior demanda da comunidade pauloafonsina.

Essa urgência de muitas famílias acaba sendo uma preocupação dividida com o parlamentar a quem elas recorrem, sempre.

A coisa se complica mais porque não houve em 2021 até agora, um único mês em que a falta de medicação da Farmácia Básica do município não tenha estado na pauta do vereador Marconi Daniel (Podemos).

De acordo com ele, já tem famílias adquirindo dívidas que não vão poder pagar porque não podem ficar sem remédios.

Daniel diz claramente que o problema é ocasionado por falta de pagamento aos fornecedores.

“Tem criança que toma remédio para convulsão, a família mora no povoado Juá; Enalapril para o controle da pressão também não tem, chegou lá o básico do básico, a rede continua com falta de remédio para atender o povo de Paulo Afonso”, denunciou o vereador, acrescentando que, agora, o mais preocupante é o endividamento de muitas famílias.

“As pessoas precisam do remédio para salvar suas próprias vidas e aí eu pergunto onde está o dinheiro do povo?, não adianta vir a essa tribuna gritar e se espernear, porque nós trazemos denúncias fundamentadas, o único argumento é a dívida, porque devem aos fornecedores e aos donos de farmácias.”

“Os médicos do Nair hoje não heróis”

O vereador denunciou também que o Hospital Nair não realiza mais cirurgias ortopédicas “Os médicos não se sentem confortáveis para fazer cirurgias porque os insumos são regrados e é irresponsabilidade da prefeitura.”

A CPI vai esclarecer tudo 

O parlamentar emendou pedindo providências da Mesa Diretora para abertura da CPI que é o único caminho para descobrir o que aconteceu com o recuso da Saúde.

Área rural  

“A área rural não merece passar o que enfrenta, até porque deu um voto de confiança a esse governo – Marconi se refere à eleição -, mas você não vê médico nos postos, as estradas nem se fala e o secretário de Agricultura só fala em poços, mas quantos poços estão funcionando?, porque foram furados mais de cem.

Daniel deu um refresco à gestão parabenizando o mutirão de catarata. “São pessoas que não têm condições de pagar 5 mil por uma cirurgia de catarata, foi uma quantidade pequena, mas já é um começo e eu parabenizo as boas ações.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.