contato@ivonelima.com.br

Paulo Afonso-BA, 21 de maio de 2022

Bero detona projeto do governo e diz que orçamento da Educação é sagrado: “Beneficiem as classes trabalhadoras”

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
pq bero

PAULO AFONSO- Bero do Jardim Bahia (PSB) cobrou do prefeito Luiz de Deus (PSD) e da Secretária de Educação, Elza Brito, que se esforçassem para melhorar o orçamento dos professores em vez de tirar recursos da Educação.

O vereador se referiu à fatia de quase 1 milhão de reais do orçamento da Educação que consta no projeto de suplementação orçamentária aprovado hoje, que desativa esse orçamento para a Secretaria de Saúde.

Na opinião de Bero, é um tipo de anulação arbitrária e que não se poderia mexer pelas necessidades que tem a Educação, enquanto secretarias como a de Esportes e Eventos ficaram com o mesmo orçamento, mesmo sem que o município tenha realizado qualquer coisa na área.

“Se a secretária de Educação tem a possibilidade de ajudar e dar mais direitos aos professores, beneficiar sua categoria, porque se junta ao prefeito e tira direitos?, ser secretário de educação é passageiro e ser professor é para o resto da vida.

A palavra é bem clara, será que é verdade que esses 16 milhões de reais são para pagar a folha da Saúde, uma folha tão faminta?, mas não, preferem, ela e o prefeito, mexer no orçamento da educação. Educação para mim é sagrada!”, reagiu.

“A secretaria de Saúde virou um buraco sem fundo”

“A gente quer abrir a caixa preta dessa Secretaria, a gente quer saber onde está entrando o dinheiro dessa secretaria, porque como é que pode, um orçamento de mais de 98 milhões de reais, veio mais de 16 milhões, recurso federal para a Covid, porque claramente se vocês observarem a situação da pasta, não tem um simples remédio na farmácia básica, as pessoas estão tirando dinheiro para comprar medicação.”

“Secretário preguiçoso”

Bero também reforçou o pedido pela presença de Patrícia Alcântara, secretária de Planejamento, alegando que ela precisa explicar melhor como a situação da prefeitura pôde chegar a esse ponto.

“Sinceramente, o que foi que a Secretaria de Eventos fez no município, e ninguém mexe, um secretário preguiçoso que a pandemia e nossos jovens precisando de ações voltadas para o esporte e a para a cultura e o secretário não faz nada.”

“A gente ver aí a fome e querem tirar mais de 1,6 milhão da Ação Social.”

Vocês observem vereador, por onde estão andando o sofrimento das pessoas com o desemprego e querem tirar da Sedes mais de 1,6 milhão de reais, e as nutrizes que eu falei aqui há mais de 15 dias ainda não receberam as cestas básicas, estão economizando o direito do povo para mandar para a Saúde, um recurso sem fundo.”

O vereador terminou cobrando ao presidente da Câmara, Pedro Macário que coloque logo a CPI no ar. “Não justifica mais não, a sociedade está aí cobrando a CPI, tem que abrir presidente.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.