contato@ivonelima.com.br

Paulo Afonso-BA, 26 de maio de 2022

Sem atendimento em Paulo Afonso, bebê que sofreu violência dos pais precisou ser transferido

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
maxresdefault

PAULO AFONSO – Segundo informou mais cedo à RBN, a delegada Juliana Fontes [Deam] que investiga o caso de agressão a um bebê de pouco mais de um mês, havido na madrugada desta segunda-feira 23, na Rua José de Alencar, em cujos pais são suspeitos, a criança precisou ser removida de Paulo Afonso para ter atendimento médico.

“Ontem [terça] quando eu saí do hospital já tinha a autorização para que a criança fosse transferida e fazer uma cirurgia fora da cidade, ela não vai ficar aqui não, quando ela retornar será abrigada, não voltará para a mãe até a decisão da Justiça, até porque as avós, materna e paterna não querem ficar com o neném, já deixaram claro.”

Juliana disse ainda que, o pai está preso suspeito de agredir o bebê e a mãe, esta por seu turno, é dependente química, portanto a criança ficará sob a proteção do estado. ”

Vale dizer: são dois hospitais, o da Chesf, Nair Alves de Souza com orçamento de 50 milhões de reais por ano e do município, no BTN, em nenhum dos dois é possível operar um bebê com fémur quadrado desde a madrugada de segunda. É estarrecedor, mas é Paulo Afonso.

 

Em tempo: a previsão orçamentária para 2020 é de 384 milhões de reais.

 

Obs: Foto de capa da Campanha de violência contra criança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.