contato@ivonelima.com.br

Paulo Afonso-BA, 19 de maio de 2022

O rei dos processos, Daniel Luiz diz que o prefeito de Paulo Afonso “Perdeu a capacidade de gerir”

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
69244451_2448711241841843_527170333224992768_n

PAULO AFOSNO– Embora não tenha evidenciado na presente publicação, é tão certo que o ex-vereador Daniel Luiz se mexe para anular a sessão da Câmara, que aprovou os 80 milhões de reais, que serão tomados de empréstimos junto à Caixa Econômica Federal, como a morte de quem vive.

Daniel se especializou em processar, vale ressaltar, na Justiça Federal tudo aquilo que, em sua visão vai de encontro aos interesses da população.

Uma pergunta óbvia: processo dá votos?, se for considerada a transferência do último pleito, em que o então candidato a deputado federal Benito Gama (PTB) garimpou pouco mais de 100 votos, a resposta é não.

Havemos de salientar, porém, que, não fosse a insistência do ex-vereador, o hospital da Chesf já estaria funcionando em horário comercial. Embora, também é verdade, esteja em estado de penúria.

Daniel Luiz escreveu o seguinte textão:

“Empréstimo de R$ 80.000,000,00 à CAIXA, são eleitoreiros! destinado às obras de infraestrutura no município.

Na verdade, o prefeito [Luiz de Deus] já perdeu a noção e a capacidade de gerenciar por falta de projetos e propostas junto aos ministérios do Turismo, Cidades e outros… Esse empréstimo que foi liberado depois de muitas reuniões com seus aliados e vereadores de oposição, foi carimbado no “toma lá e me dá cá”, usando como pano de fundo as tais obras para maquiar uma administração pífia e incompetente.

Como foi aprovado esse empréstimo, “A BOMBA” vai ficar para os próximos prefeitos tentar pagar essa dívida, que no final dos anos de financiamento, pode inviabilizar o município por muitos e muitos anos, já que no projeto de lei, a Caixa Econômica Federal fica autorizada a reter os valores do principal, juros, tarifas bancarias e outros encargos do FPM (Fundo de Participação do Município).

E mais… Caso o recurso do FPM não for suficiente para pagamento do empréstimo, o prefeito está autorizado a realizar empréstimos adicionais para arcar com as operações.

 Os oito vereadores que aprovaram o projeto 054/2019 do executivo dos R$ 80.000,000,00 que foi uma nuvem de irregularidades e o próprio presidente da Câmara, Pedro Macário (PP) também rasgou literalmente o Regimento Interno.

Há anos que na câmara não existe o Regimento Interno que é a Constituição Municipal! Acho que os oito vereadores terão seus nomes gravados no documento comprobatório, talvez assim queiram fazer com as placas das obras inauguradas pelo executivo se isso acontecer, o que não vai acontecer! Já foi movidas ações contrárias.

Como diz; o meu amigo, Hanuck! “Vamos combater a corrupção” assim faremos!

A nossa luta é emprego, saúde, educação!”

Um comentário

  • Benito Gama pode não ter garimpado mais votos por falta de estratégia! Parabéns Daniel Luiz!! a justiça se faz presente para ser de fato acionada. Sua atuação sem mandato envergonha muitos vereadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.