contato@ivonelima.com.br

Paulo Afonso-BA, 3 de julho de 2022

“É um crime grave e sem fiança”, diz delegado após prisão de 3 homens acusados de vender cigarros eletrônicos contrabandeados

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
htrsd

PAULO AFONSO- O promotor da Vara da Infância e Juventude, Moacir Júnior, conduziu uma investigação que culminou, na tarde de ontem, 26, com a prisão de 3 homens acusados de vender cigarros eletrônicos contrabandeados.

De acordo com os delegados Juliana Fontes e Leon – este o titular da delegacia territorial – os flagrantes ocorreram em três localidades: BTN I, II e centro.

“A investigação foi feita pelo Ministério Público de Paulo Afonso que solicitou mandados de busca após investigação sobre produtos contrabandeados que estavam sendo vendidos – obviamente produtos ilegais – e nos solicitou o cumprimento dessas diligências que resultaram na prisão de três indivíduos”, explicou o delegado Leon.

Ainda segundo ele, o crime é da órbita federal e não há fiança prevista. “As pessoas precisam entender que expor produtos ilegais à venda, especialmente nesse caso, que são cigarros eletrônicos totalmente proibidos pela Anvisa e órgão de fiscalização têm consequências”, acrescentou a autoridade.

“Eu fiquei responsável por dois mandados e nesses lugares conseguimos apreender cigarros eletrônicos e objetos relacionados”, completou a delegada Juliana Fontes.

 

Painel co contéudo Ilha News e RBN. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.