contato@ivonelima.com.br

Paulo Afonso-BA, 16 de outubro de 2021

Marconi Daniel elogia caráter de Luiz de Deus, mas diz que “não aceitará golpe!”

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
f9648783-6273-4b0b-b21c-b8166ad37ec0

PAULO AFONSO – Marconi Daniel (Podemos) começou seu discurso na sessão ordinária da Câmara Municipal desta quinta-feira 14, se solidarizando com os profissionais da UPA que foram demitidos ontem.

O vereador disse mais uma vez que os pais de família foram usados como massa eleitoreira e agora que não há mais eleição, postos na rua “de surpresa.”

“Enfermeiros, técnicos e vários profissionais que só foram utilizados na época da eleição para garantir votos; que se doaram e se arriscaram no período da Covid. Nós entendemos que, no mesmo Diário Oficial que saem as demissões, saem também as várias contratações de cargos comissionados, de pessoas ligadas a vereadores” provocou.

Daniel perguntou por que os profissionais demitidos não foram remanejados para os hospitais do município?

“Eles poderiam ser usados nos PSFs, mas foram demitidos, pegos de surpresa, e aqui eu disse o que ia acontecer coma UPA, em breve eu volto nessa situação.”

“Eu não tenho voto para afastar Luiz de Deus porque conheço sua integridade”

Daniel classificou a manobra governista para tentar barrar a CPI com um requerimento contrário à investigação – assinado por 10 vereadores -, de  “golpe contra  a oposição” e ressaltou que valoriza o caráter de Luiz de Deus (PSD).

“Eu não tenho votos para afastar Luiz de Deus, porque eu conheço a integridade dele e sei que ele não está envolvido nos escândalos do recurso Covid. Nós estamos aqui para chamar Ghiarone [ex-secretário de Saúde], para chamar a servidora – que foi afastada pela prefeitura, porém voltou após 4 meses-, para convocar as empresas que levaram o dinheiro do povo de Paulo Afonso.”

O parlamentar classificou o requerimento da bancada governista de “vergonhoso” e pediu maiores explicações:

“Ele [o jurídico] deveria vir aqui pelo menos por 10 minutos e explicar essa marmelada, porque se eu não posso fiscalizar recurso federal eu não posso fiscalizar a Educação, a Saúde?, eu quero dizer que esse golpe não vai acontecer, não vai!”

Marconi cobrou do presidente Pedro Macário (DEM) que mantivesse a postura isonômica, pois o requerimento que pede abertura da CPI mofa na Mesa da Câmara, já o outro, contrario a ela, feito de véspera, estava prontinho para ser votado:

“Isso não vai nos intimidar, cada golpe desse ou tentativa, só mostra que realmente existe irregularidade, só mostra que estamos no caminho certo, porque Luiz de Deus se furtaria pela transparência.”

“Não vamos ficar calados vendo o roubo acontecendo e não vamos aceitar manobras. Eu esperava era pelo nosso relatório da CCJ e não esse documento chulo que entrou na tarde de ontem e já está aqui.”

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *