contato@ivonelima.com.br

Paulo Afonso-BA, 25 de julho de 2021

“Não coloque gente para conversar lorota na Câmara”, diz Gil Leal sobre polêmica do recesso parlamentar

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
gil-leal-onqtenka2d37yz1rstffxjd7s06fymj3x98upnm1hk

PAULO AFONSO – Gil Leal chamou atenção do vereador Keko do Benone (Avante) que, nesta segunda 21, justificou seu voto contrario à suspenção do recesso parlamentar afirmando que “se não é para ajudar o povo doando cestas básicas” não acompanharia a oposição.

Não é a primeira vez, e, pelo que se vê, não será a última, que Keko mistura alho com bugalho.

Evinha Oliveira (Solidariedade), reagiu à fala do colega afirmando que “doar cestas básicas é questão de humanidade e caridade” e que no parlamento se cumpre outras obrigações.

Evinha falou com propriedade porque preside uma Ong que doa cestas básicas regularmente à famílias carentes.

O repórter Gil Leal entrou no tema e afirmou que a sociedade paga uma preço alto por “não votar direito.”

“É obrigação de qualquer cristão não deixar outro passar fome, pelo amor de Deus! Eu falo isso para alertar o povo de Paulo Afonso quando for colocar um vereador na Câmara, coloque um que saiba o que está fazendo, não conversando lorota, besteira.”

Gil perguntou qual foi mesmo o trabalho dos parlamentares que realizaram as sessões remotamente?

“Essa bancada do prefeito faz vergonha!”

A oposição tentou suspender  o recesso parlamentar com um projeto de resolução e foi derrotada pela bancada governista por 10 votos a 4.

Gil, sendo irônico, arrematou: “Eu vejo vereador falar que o projeto era inconstitucional, mas [ele] não vê que seus  familiares, através de empresas, estão fazendo contratos milionários com a prefeitura, já denunciei tudo ao Ministério Público.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *