contato@ivonelima.com.br

Paulo Afonso-BA, 16 de maio de 2021

Suposta vítima de estupro diz a Civil que ouviu de empresário: “Fiz sexo com você a noite toda”

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter
tres

GLÓRIA – O repórter Thiago Nascimento,  da RBN, entrevistou o delegado Antônio Bacelar sobre um suposto estupro havido no município, praticado por um empresário do ramo da construção civil, diz a rádio, contra uma jovem, ambos são de Paulo Afonso.

Bacelar dá detalhes da abordagem do suposto estuprador que teria dopado a vítima com alguma droga no vinho bebido por ela.

“O processo segue em segredo de Justiça e a prisão do acusado é temporária [por 30 dias] nós não vamos relevar os nomes porque assim determina a Justiça. A jovem é de Paulo Afonso, moradora da área rural, e trabalha em Paulo Afonso, o acusado fez compras no estabelecimento onde ela trabalhava e na saída deu o número do telefone se dizendo empresário, que ela mandasse o contato, o currículo que teria emprego para ela”, revela o delegado.

Ainda segundo Bacelar, a jovem se interessou pela proposta de emprego, manteve contato com o suposto estuprador e no dia e hora marcados, encontraram-se.

A armadilha montada pelo acusado era levar a vítima para uma chácara onde ela se encontraria com outros funcionários da empresa dele para se enturmar.

“Uma forma de atrair foi dizer a vítima que teria um empreendimento aqui em Glória, que ela deveria vir para se enturmar, a jovem, porém, se negou vir porque precisava trabalhar, só que o empresário disse que poderia trazê-la em horário de almoço. Eles vieram, ele comprou frango e bebida e quando chegaram na chácara ela estranhou que não viu ninguém. Só que ele disse que como era o proprietário teria que chegar primeiro”.

Fotos, filmagens e vinho

O delegado disse que há um farto material documentado em vídeos, selfies e fotos que a vítima fez enquanto o acusado preparava bebidas e petiscos.

Chamou atenção a entrada em cena de uma mulher:

“Ela [a vítima] ficou deslumbrada com a vista do São Francisco, fotografou, tirou selfies, eles chegaram por volta das 13 horas e lá pelas 14h30 ela tomou vinho e depois disso apagou. Apagou e só veio acordar por volta das 22h30. Ela apagou, mas antes ela filmou ele, a garrava de vinho e uma mulher, essa mulher aparece com vinho – esse fato chamou atenção. Ela bebeu na cozinha, e acordou no quarto.”

A vítima acordou com a calcinha fora do lugar e saia aberta.

“Ela perdeu o horário de trabalho, tinha que estar lá às 16 horas, se viu toda desalinhada, perguntou o que tinha acontecido?, eu não vou aqui mencionar as palavras que ele usou, mas resumindo disse que “fez sexo com ela a noite toda”, diz delegado.

Em seguida, segue o delegado na entrevista, a vítima se trancou no banheiro, fez vários áudios para amigos e para o chefe relatando o que aconteceu.

“Eu tive acesso a esses áudios, o local que ela estava era ruim, mas ela conseguiu ligar para o patrão e disse que foi estuprada. O patrão achou estranho que ela atrasou e a moça não tinha esse hábito.”

A jovem foi resgatada pelo patrão. Antes disso, ele avisou à Polícia Civil em Paulo Afonso que pôs Bacelar em ação.

“Quando ela veio até o portão não pôde sair porque o portão eletrônico estava fechado. A Polícia não tinha mandado [para arrombar], não pôde entrar, mas ela foi prestar queixa na polícia, e no dia seguinte foi à Deam; lá ela foi bem atendida. Mas as primeiras providências aconteceram aqui, em Glória.

O suposto estupro aconteceu há cerca de duas semanas.

 

Painel com informações exclusivas da RBN. 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *