contato@ivonelima.com.br

Paulo Afonso-BA, 16 de janeiro de 2021

Solidários, dedicados e empáticos: 2020 o ano dos médicos

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter
medicos

PAULO AFONSO – O mês era abril e a pandemia de coronavírus assombrava pela primeira vez o mundo com a morte de pessoas na casa dos milhares.

Nos arredores já se ouvia que o mal se aproximava, mas ainda permanecíamos sem o primeiro caso em Paulo Afonso até que, uma senhora que, vinda de Recife, onde estivera por muitos dias numa unidade hospitalar cuidando do marido – morto dias depois, vítima de câncer-, trazia a Covid-19.

A chegada dela foi numa noite de domingo. Dia 19. Envolta em histórias mirabolantes, maldosas e até criminosas viralizadas pelo Whatsapp,  na terça-feira à tarde 21, sua identidade foi relevada sem qualquer cuidado ou pudor, tratava-se de Dona Dilma.

A partir daí a imprensa [a abertamente partidária] assumiu uma narrativa própria que, às vezes convergia com a verdade, raramente. O intuito, já que desgraçadamente a pandemia veio junto com o ano eleitoral, era desacreditar qualquer profissional que estivesse ligado à gestão de Luiz de Deus (PSD), e por seguinte, danificar mais e mais a imagem dele, vendido como incompetente e incapaz de resolver a crise sanitária.

Nessa trincheira, os médicos (e toda classe da saúde aqui representada), desde logo, cuidaram do povo, se solidarizaram, tiveram empatia com o sofrimento dos doentes, tentaram educar, corrigir, adoeceram… alguns profissionais, infelizmente, não estão mais aqui para contar a história.

Não se pode perder de vista, por isso mesmo, o exemplo que os médicos Fábio, Danilo, Robson e Carlos Tenório, deram ao compartilhar com a comunidade também suas aflições. A paciência, o cuidado, a doação e o risco que passaram a ter da própria vida, como Danilo, 40 dias intubado.

A empatia dos médicos e profissionais de saúde é ainda o que está salvando o ano de ser um desastre maior.

Os médicos são unanimes ao apontarem que a pandemia forçou um investimento na estrutura da saúde pública e que o futuro será melhor.

Vamos acreditar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *