contato@ivonelima.com.br

Paulo Afonso-BA, 26 de maio de 2022

Sabendo que o governo não tem votos para ganhar, Macário adia votação de projeto

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
page-16

PAULO AFONSO – Como as pedras da rua o sabem, se não houver votos suficientes para Luiz de Deus (PSD) ganhar, projeto de lei dorme na gaveta.

O vereador Mário Galinho (SD) bem que tentou pôr na sessão desta 2ª feira 04, o projeto de lei que tira um cochilo bem longo na gaveta da Câmara, da maior urgência para o Executivo, pois altera a Lei Municipal 1.426/19 que autoriza a prefeitura contrair o já famoso empréstimo de 80 milhões de reais, do jeito que o banco quer.

Na ocasião em que fora lido, há quase um mês, a oposição se manifestou contrária à sua aprovação, justificando que: “Na verdade o prefeito [Luiz de Deus] está propondo, é que praticamente todos os impostos, inclusive o IPTU, e as parcelas de arrecadação do FPM e ICMS que pertencem ao município, deverão ser dadas como garantia para quitar as parcelas, juros, tarifas e tudo o mais que o banco cobrar da prefeitura nessa malsinada operação bancária.”

O governo recuou estrategicamente porque a vereadora Irmã Leda (PDT) que garante pelo menos o empate, está de licença médica.

Segundo o presidente da Câmara justificou a Mário, ele está esperando documentos que serão enviados pela gerência da Caixa, para só aí colocar o projeto em votação. O mesmo argumento dito pelo líder da bancada de minoria, Marcondes Francisco na sessão de 3ª feira.

O que todos sabem é que se Moreirão tivesse cedido ao “beijinho, beijinho”, hoje seria pau, pau!”, e o documento viria depois.

O problema é que Moreirão endureceu o cangote.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.