contato@ivonelima.com.br

Paulo Afonso-BA, 20 de maio de 2022

Presidência para Pedro Macário valeu mais que os 80 milhões

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
f79cbc36-248e-4efc-a8a8-c600424d2ad3

PAULO AFONSO – Ninguém saberia prognosticar de forma certeira, quanto valeria o galoço feito pelo prefeito Luiz de Deus (PSD), quando de uma única jogada, humilhou os progressistas, mostrando que eles não resistem aos apelos do estômago, e de outra, garantindo o apoio inconditional de quem se tornou o seu maior aliado: o presidente da Câmara, Pedro Macário Neto (PP).

A benfazeja escolha, no frigir dos ovos, foi o que hoje garante à gestão, governabilidade. Pois, com o ex-prefeito Anilton Bastos (Podemos) insurgindo contra as amarras enfrentadas pela sua esposa, a ex-secretária de Desenvolvimento Social, Ana Clara, e aqui vale lembrar: perseguição e neutralidade de braços seus na gestão, a fim de tirar todo poder que Anilton AINDA TEM NA MÁQUINA, a Câmara imporia tremendas dificuldades a Luiz.

Mas ao lançar mão de um velho amigo, o governo consegue escapar. Percebam: não fosse a fidelidade de Macário a Luiz, como estariam hoje as secretarias que já receberam parte dos recursos [ver a antecipação de 15 milhões de reais, aprovada pelo voto de minerva do presidente] e que, até onde se sabe, não tocam nenhuma obra?

Antes disso, não fosse o desempate de Pedro Macário, passando por cima do apelo do deputado federal Mário Júnior para que os “progressistas não participassem desse erro”, nem empréstimo teria, que dirá antecipação de crédito.

É por essas e outras, que Macário vale o quanto pesa. Com mais um voto de minerva à vista, no caso das alterações no projeto original que permitem outras fontes de receita [além do FPM] para quitar a dívida, ao longo de dez anos, que já chegou à Casa, o presidente vale sim, mais de 80 milhões de reais.

Para lembrar Luizinho, genro do prefeito, sem Macário o sonho da capitalização para garantir a eleição, ficaria no travesseiro.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.