contato@ivonelima.com.br

Paulo Afonso-BA, 20 de maio de 2022

[“Cachacinha é p… que lhe pariu”], Paulo Gomes comenta polêmica: “Tenho coisa mais grave contra ele”

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
page

GLÓRIA – Há pouco, o vereador Paulo Gomes (PP) comentou em entrevista à RBN, o polêmico vazamento de áudios que o envolve numa querela com o empresário Carlos Alberto Silva “Tinho Vem Aí”, segundo os vazamentos o vereador não gostou da alcunha de “Cachacinha” que teria sido dada por Tinho.

Ainda no domingo à noite, Tinho procurou a redação do Painel, encaminhou os áudios e disse que levaria o caso à delegacia e à Justiça. Vamos na integra ao vazamento polêmico e logo depois ao comentário de Paulo.

Vereador Paulo Gomes: [/ Ô caboco, deixa eu dizer um negócio pra você, tô lhe dando ousadia não viu; você pare de me chamar de Cachacinha que Cachacinha é a puta que lhe pariu, seu filho da puta!, quando você voltar do Rio de Janeiro aí vá lá na Câmara pra gente ter uma conversinha que eu quero lhe encher a boca de bala seu filho da puta!].

Na entrevista à RBN, Paulo se disse perseguido pelo empresário: “Ele [Tinho] já vem denegrindo a imagem dessa casa de todos os vereadores, do prefeito e agora mais recentemente não só repetiu suas críticas e o achincalhamento da Câmara de Vereadores de Glória, que atingiu a todos como diretamente a minha pessoa, são dois anos que ele me provoca e eu acabei ficando nervoso e encaminhei algumas mensagens para ele, no privado dele e nos grupos de Whatsapp, e tô aguardando que ele recorra à justiça para me defender, eu posso afirmar que tenho coisa muito mais grave que ele postou nas redes sociais do que eu disse com ele. Se eu exagerei em algum momento tenho ombridade para pedir desculpas, foi num momento de emoção, tenho áudios gravados em que ele ofende os políticos e a população de Glória e eu não vou deixar, como representante do povo que isto continue acontecendo.”

Ao Painel, Tinho continuou as críticas: “Triste e lamentável, mas Glória ficou aquele conforto de políticos que enriquecem dentro da cidade, né?, saem de lá ricos, eu quero minha cidade que desenvolva e cresça, enfim, mas a cidade deixa a desejar, todos os comerciantes ali estão falidos, eu tenho um comércio e tô falido e não conheço um que não esteja, só que as palavras dele [Paulo Gomes] são caluniosas que quero que ele vá lá e prove, se tem um item da minha loja [que hoje é da minha sobrinha] que não tenha nota fiscal, eu já recebi fiscalização da SEFAZ e nunca recebi multa.”

Resta torcer para que ambos cheguem a um entendimento e que sigam divergindo, mas dentro do que permite a lei.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.