contato@ivonelima.com.br

Paulo Afonso-BA, 21 de maio de 2022

Mário Galinho: “Luizinho faltou com respeito aos vereadores e a Paulo Afonso”

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
722eb3cd-3add-4b5c-90b7-88efcd37a71e

PARLAMENTO – O vereador Mário Galinho do Solidariedade, comentou, em seu pronunciamento na tribuna, nesta 2ª feira 19, o vazamento de um áudio onde o genro do prefeito e administrador do BTN, Luiz Humberto, aparece proseando o B a BA das eleições para o próximo ano, em que, segundo seu entendimento, não se pode prescindir do endividamento da prefeitura para garantir o retorno dos parlamentares.

Neste caso, como o projeto passou pelo crivo de Pedro Macário (PP), o voto de minerva, 80 milhões de reais garantem, a tomar pela acepção primeira do termo “a capitalização necessária” à reeleição dos que apoiaram, num total de oito parlamentares.

Aqui cumpre observar: Galinho ganhou terreno, saindo na última semana com apenas três votos contrários ao projeto: além dele, Zezinho (sem-partido) e Moreirão (PSC) não fosse a habilidade de Marcondes Francisco (PSD), líder da bancada de situação – reconhecida pelo próprio Galinho-, o prefeito Luiz de Deus (PSD) teria amargado uma tremenda derrota.

Galinho sobre Luiz Humberto

“Sem deixar nenhuma dúvida, por final se faz uma reunião no gabinete, o administrador de bairros [Luiz Humberto] você decepcionou o povo de Paulo Afonso; você ganha 45 mil reais e ainda precisa está negociando com vereador, dizendo que esse dinheiro é para garantir a reeleição de vocês!, isso é um absurdo! Paulo Afonso não merece isso Luizinho!, você faltou com respeito, não só com vossas excelências mais com toda Paulo Afonso!”

Quando também fez uso da tribuna, o líder Marcondes Francisco, avisou que Luiz Humberto vai acionar a Polícia Federal para saber quem o gravou.

Galinho voltou a citar Luiz de Deus:

“Eu fico indignado por isso. Porque foi um absurdo, por duas ou três vezes eu disse ao prefeito que ele era um homem de bem, mas agora ele me deixou na dúvida, que isso prefeito!”

Antes de ter definida a votação, Galinho solicitou o registro em Ata do que considerou sobre os trâmites do projeto. “O prefeito sequer justificou o projeto e o Regimento Interno é bem claro.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.