contato@ivonelima.com.br

Paulo Afonso-BA, 25 de maio de 2022

Galinho cita Atlântico e diz que é um “Absurdo a não execução das leis municipais”

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
b2df13ec-bdd9-44cf-9129-aa51e974345d

PARLAMENTO – Mário Galinho do Solidariedade, começou o 2º semestre com o freio de mão puxado, segundo ele, para atender às solicitações da comunidade que, vendo-o num mandato deslocado dos demais, projetado a passos mais largos, querem também ouvir o que ele propõe.

“Nosso compromisso está firmado nos próximos seis meses e até o fim do mantado, nós vamos defender cada vez mais a nossa cidade e trazer proposituras para melhorar esses setores do nosso município, especialmente na saúde, educação e na geração de renda que é o maior desafio de Paulo Afonso”, explicou Mário, em discurso na tribuna.

Para que serve mesmo aprovar as leis?

Após o período de adaptação da Atlântico [estamos falando de anos] causa espanto que a empresa não cumpra rigorosamente o que manda o Estatuto do Idoso, cuja lei passou por redação recente.

“A nossa parte fizemos, mas o idoso, a partir de 60 anos, quando chega lá na ponta não consegue o acesso livre. Já modificamos a Lei Orgânica do Município e quero lembrar que Macário [presidente da Câmara Municipal] conversou com o representante da empresa [Misael Varjão] e vossa excelência deve cobrar não apenas a ele, mas ao prefeito [Luiz de Deus] que seja cumprida a lei”, pontuou o vereador.

Galinho disse ainda que quem se sentir prejudicado denuncie a empresa ao Ministério Público e/ou o procure mais uma vez no Parlamento.

“É um absurdo a falta de execução, do cumprimento das leis.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.