contato@ivonelima.com.br

Paulo Afonso-BA, 26 de maio de 2022

Acossado para proibir pronunciamento de Galinho, Macário dispara: “não sou ditador, nem idiota”

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
b92e1c84-25c8-4473-adf2-6da1995078de

O vereador Pedro Macário (PP) passou maus bocados na sessão ordinária desta segunda-feira (27), porque em acordo com o vereador Mário Galinho (SD), no início da reunião, permitiu que o vereador fizesse uso do Pequeno Expediente após encerrada a participação de representantes do sindicato dos enfermeiros do estado da Bahia.

Pedro Macário suspende sessão.

Como Galinho não teria chances de falar durante o Grande Expediente, que fora então suspenso, se inscreveu para o Pequeno e aguardou o fim da palestra.

Nesse momento, Marcondes Francisco (PSD) não estava presente; quando  Galinho se dirigiu à tribuna, conforme acordado com Macário, o vereador do PSD se enfureceu exigindo que o presidente usasse o Regimento Interno e o proibisse.

A duração durou mais de 15 minutos e teve momento de tensão e pressão fora do normal. “E eu nem vou falar do prefeito”, ironizou Galinho.

Perguntado sobre a forte pressão que sofreu para não deixar o vereador do Solidariedade se pronunciar, Macário minimizou: “Isso não me atinge, sabe?, porque sei o que estou fazendo. É só pegar o Regimento Interno; eu já convoquei inclusive duas equipes de advogados para mudar. Nesse caso o vereador tinha sim direito a suas explicações pessoais num prazo de cinco minutos, eu que tenho equilibro, ouvi e não vejo isso como afronta não, mas vou tomar as providências para que isso não se repita” disse Macário ao Painel.

Quando o senhor apenas compunha a bancada de oposição já chegou a se levantar para sair de uma sessão por não concordar com suspensão do Grande Expediente; o senhor não acha que tem coisa demais atrapalhando a sessão ordinária da Câmara?

Eu acho minha filha… Que cada um tem uma formação, a minha é outra, eu jamais desrespeito ninguém. Eu fiz o que deveria fazer e para acalmar os ânimos suspendi por cinco minutos.

São quatro sessões sem Grande Expediente, isso não terá fim mais?

É… Vai ter fim, o que aconteceu hoje tem contradição e tem três artigos. Na hora que for reformular, e tem que ser urgente isso vai acabar, porque eu não sou ditador, mas também não sou idiota.

 

Veja o momento preciso em que o vereador Marcondes Francisco faz pressão em Pedro Macário:

 

 

Nota à margem: observem que na foto de capa, enquanto Macário sofria pressão, o 1º secretário, Edilson do Hospital chefa a boca para conter o riso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.